Filosofia, redação e argumentação

Em meu post anterior, Por que estudar Filosofia e a redação no ENEM, busquei mostrar como, a partir da proposta de redação do ENEM, a disciplina de Filosofia ganha uma importância fundamental e gostaria de falar mais sobre alguns pontos.

Em primeiro lugar queria salientar a qualidade do material que o MEC/INEP preparou e que está disponível gratuitamente: o manual “A redação no ENEM 2012”. (Foi a partir desse material que preparei o power point que disponibilizei, por isso atualizei o arquivo inserindo essa fonte e mais algumas referências importantes).

Esse manual produzido é muito bom porque apresenta de modo claro e distinto os critérios de correção e avaliação da redação, inclusive com exemplos a partir das redações de 2011 cujo tema era: “Viver em rede no século XXI: os limites entre o público e o privado”. Penso que esse material pode ser muito útil não só aos estudantes mas também aos professores, na medida em que podemos comparar e analisar critérios de avaliação a partir de redações que foram consideradas nota 1000 (que é a nota máxima).

Mas esse material também é muito bom porque mostra o quanto temos coisas ruins disponíveis na internet. Quando estava preparando essa oficina me espantei com alguns vídeos, como esse, por exemplo. Em minha opinião, é difícil compreender como uma empresa pretende aumentar seu número de alunos divulgando seu trabalho com esse tipo de material, mas tudo bem. Para além de uma discussão sobre o fraquíssimo papel que nós professores temos na internet frente a grande quantidade má informação (tem muita porcaria mesmo), acho importante salientar outras possíveis fontes de qualidade.

Há alguns sites de Portugal que trazem a discussão da Filosofia e argumentação de modo bastante qualificado. É o caso do grupo do Crítica na Rede que também produziu os livros didáticos de Filosofia, A arte de pensar (infelizmente esgotado no Brasil). Além desses livros eles também produziram um site onde há uma sessão específica chamada “trabalhos de estudantes” em que consta “Como escrever ensaios de filosofia”. Há ali uma importante ferramenta para professores e alunos que queiram saber escrever bem, sejam ensaios filosóficos, sejam quaisquer tipo de textos argumentativos. Há também o webfólio – ensino da filosofia que possui um material na mesma linha.

Pretendo retornar (futuramente) a discussão sobre concepções de ensino de Filosofia, material didático e interdisciplinaridade mas vou já aproveitar a oportunidade e indicar o site do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência em Filosofia da UFRGS que possui, além de interessantes ideias de oficinas que vão na direção da Filosofia enquanto prática argumentativa e discursiva, também disponibiliza valiosos materiais para quem se interessa pelo ensino de Filosofia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s